Como Fazer Uma Boa Descrição Sobre Mim? Veja Dicas com Exemplos

como fazer uma descrição sobre mim

Conteúdo da Postagem

“Para saber como fazer uma boa descrição “sobre mim” é preciso planejamento e treino. Essa etapa é muito importante e estratégica, e não pode ser feita de qualquer maneira.”

Uma etapa que frequentemente assombra os candidatos a algum emprego ou projeto é a do famoso pedido “fale sobre você”. O pedido pode vir em forma de pergunta em um formulário, como uma redação ou ser solicitado durante uma entrevista de emprego formal. 

Até mesmo se você é um profissional liberal, autônomo, ou se tem uma pequena empresa, a pergunta “como fazer uma boa descrição sobre mim?” pode continuar martelando a sua cabeça. 

Para fugir das respostas clichês e realmente impactar o recrutador ou a empresa contratante, é preciso preparo, autoconhecimento e noção sobre o que é importante para a vaga pretendida

No caso de freelancers que se cadastram em plataformas de trabalho, a tarefa pode ser ainda mais complexa, pois é preciso inserir informações diversas para atrair e impactar diferentes perfis de clientes em poucos caracteres.

Essa é uma etapa estratégica e por isso hoje você vai aprender como fazer uma boa descrição e o que colocar na seção “sobre mim” do seu currículo. 

Como fazer uma boa descrição “Sobre Mim”

Pense nessa descrição como um cartão de visitas. É como essas pessoas conhecerão um pouco mais sobre você. 

Não existe um modelo padrão que funcione para todo mundo, até porque cada pessoa é diferente da outra, com talentos, habilidades e histórias também distintas. Mas algumas dicas podem ajudar você a desenvolver essa descrição de maneira mais fácil. 

1. Analise a sua história

Saiba o o que você vai escrever.

Quais pontos são importantes e relevantes para o objetivo dessa descrição? Não há como ter certeza do que escrever sem passar por um momento de autoanálise. 

Então, você deve olhar sua história, suas referências e se perguntar o que torna você uma pessoa única, o que lhe fez chegar aonde está hoje, quais são suas principais habilidades e capacidades desenvolvidas

Algumas perguntas podem ajudar a iniciar mais facilmente essa descrição:

  • O que você pretende conseguir? (um novo emprego, uma promoção, ser contratado por um cliente)
  • A quem a sua descrição deve impactar? (empresas, clientes, recrutadores)
  • O que é importante para essa vaga ou contrato? (organização, conhecimento técnico, experiência)

2. Planejamento

Duas coisas podem acontecer aqui: você ter vontade de sair escrevendo o que aparecer na sua mente, ou não fazer a menor ideia de como começar.

Por isso, o planejamento é essencial

É importante que a sua descrição tenha lógica, siga a cronologia, ou seja, acompanhe a evolução do tempo e que destaque pontos importantes da sua vida que fizeram você chegar até o momento em que está hoje. 

É importante incluir suas habilidades e conhecimentos e também dizer o que espera do futuro. 

Tudo de maneira sucinta e resumida

Uma boa forma de iniciar sua descrição e quebrar o gelo inicial, ou o branco no papel, é começar dizendo sua idade, onde e com quem mora e uma característica que seja muito marcante e notável em você. 

3. Organize as informações

É preciso dispor as informações sobre o seu currículo de maneira organizada e objetiva para sua descrição não virar um monólogo. 

Aliás, em uma descrição falada, ou seja, em uma entrevista, o tempo médio aceitável é de 5 minutos. Menos do que 3 minutos é curto demais, e mais de 10 minutos é longo demais. 

Pense nas suas experiências profissionais mais relevantes para a vaga pretendida e tente resumir em uma frase cada uma delas. Dessa forma você consegue sintetizar o que é mais relevante, transmite o que é preciso sem deixar muito longo.

Tente construir uma história, contando como uma experiência levou a outra, ressaltando as habilidades conquistadas em cada cargo. 

Veja alguns exemplos que poderiam fazer parte da sua descrição:

  • Algum acontecimento que contribuiu para que você descobrisse a sua profissão ideal;
  • Um talento ou paixão que você carrega desde a infância e hoje está relacionado ao que você faz ou pretende fazer;
  • O contato com algum profissional da área que o fez perceber um propósito ou a carreira ideal; 
  • Algum acontecimento que justifique uma mudança drástica de direcionamento de carreira;
  • Algum erro cometido, que impactou sua carreira, mas que já foi corrigido; 

Fale também sobre seus hobbies, sobre o que gosta de fazer no seu tempo vago, como gosta de se divertir. 

O próximo passo é falar sobre o futuro. O ideal é que a sua projeção de futuro esteja relacionada ao trabalho buscado. Cite seus planos de futuro como:

  • Cursos que deseja fazer;
  • Idiomas que pretende estudar ou se aperfeiçoar;
  • O tipo de empresa que você sonha em trabalhar;
  • Cargos que deseja assumir daqui a alguns anos;
  • Projetos que pretende desenvolver;

Por último, você deve conectar todas essas informações pessoais e experiências profissionais com o seu desejo em conseguir a vaga de emprego ou contrato.

Aqui é importante destacar porque você é a pessoa ideal para o projeto e como a sua experiência, anteriormente descrita, pode contribuir favoravelmente para os objetivos da empresa. 

Se você já tem resultados na área pretendida, esse é o momento de mostrá-los. Se ainda não tem, você pode contar como tem se preparado e como pretende atingir os resultados desejados pela empresa. 

É importante que a sua descrição transmita uma sensação de naturalidade e que tenha coesão. 

Como fazer uma boa descrição “sobre mim” no LinkedIn?

Tudo o que foi falado até agora também é importante e serve como estrutura para fazer uma boa descrição “sobre mim” no LinkedIn

Entretanto, a rede social possui alguns campos extras e outros fatores que merecem a sua atenção para se tornar mais atrativa e ganhar destaque na concorrência.

1. Título

O título do seu LinkedIn aparece junto com o seu nome para os outros usuários da rede. Todos os seus posts, comentários, menções e aparições nos resultados de pesquisa, tanto dentro da plataforma como no Google, terão seu nome e o título escolhido. 

Portanto, já deu pra perceber o quanto ele é importante e estratégico. 

No título você deve fazer um resumo bastante curto sobre quem você é profissionalmente. Veja um exemplo do LinkedIn da Luiza Helena Trajano. 

Aqui você precisa demonstrar sua capacidade de resumir e focar no que é importante. O limite desse campo é de 120 caracteres. Use para dizer sua atividade, cargo de alguma empresa ou alguma conquista importante. 

2. Resumo

Nesse campo estão disponíveis 2600 caracteres para você colocar aquilo que merece destaque na sua vida profissional. Insira informações sobre experiências, projetos, habilidades desenvolvidas, conquistas e interesses. 

Faça de forma que o texto tenha coesão, como se contasse uma história e não uma lista. Você pode adotar a ordem cronológica para contar sua história, ou não. 

Não se esqueça de que apenas as 3 primeiras linhas do resumo ficam visíveis inicialmente, portanto, esse início deve engajar o leitor, para que ele queira saber mais, clicando no botão correspondente. 

3. Mostre seus personalidade

Apesar de ser uma rede social profissional, cada vez mais tem se tornado importante demonstrar personalidade no perfil. 

Isso gera conexão com outras pessoas, inclusive com recrutadores. E o resumo é o lugar ideal para mostrar isso. Então, apesar da escolha do conteúdo ser determinante, é a linguagem utilizada que mostrará quem você é.

Escreva sempre em primeira pessoa, contando a sua história, como se fosse uma conversa entre amigos. 

Mas isso não significa que a ortografia e a gramática possam ser ignoradas. Ao contrário, cometer esses erros elimina boas chances de conseguir o emprego ou o job que você deseja. 

4. Use palavras-chave estratégicas

Palavras-chave são termos ou palavras que estão relacionadas à atividade ou cargo pretendido, e que são usados para fazer buscas e pesquisas. 

O ideal é que essas palavras-chave sejam utilizadas ao longo do resumo, naturalmente. Isso ajuda a reforçar o seu nome com o termo e também contribui para que o seu perfil seja encontrado dos mecanismos de busca.  

Um erro muito comum é, por exemplo, usar expressões como “em busca de recolocação” ou “desempregado” no título ou nas primeiras linhas do resumo. Entretanto, quem estiver precisando de um profissional não usará essas palavras-chave para selecionar perfis. 

Veja um exemplo de resumo do LinkedIn, agora do Conrado Adolpho:

Ao fazer uma descrição sobre você, é fundamental ter brilho nos olhos, demonstrar orgulho de suas conquistas e realizações, é preciso mostrar entusiasmo. 

Porém, evite o autoelogio e não exagere, para não parecer convencido. Conte sobre suas conquistas e deixe que elas falem por você. 

Falar que você é um líder nato, que é dinâmico é menos valorizado do que demonstrar isso através de uma história em que essas habilidades foram decisivas. 

E é muito importante que tudo o que seja contato seja verdadeiro. Não minta ou invente algo. 

Entrevistadores percebem quando um candidato conta uma mentira ou exagera na história. 

Para saber como fazer uma boa descrição “sobre mim” é preciso planejamento e treino. Essa etapa é muito importante e estratégica, e não pode ser feita de qualquer maneira ou mesmo causar a perda de tempo.

Então treine. 

Você pode escrever a sua apresentação, como um roteiro, para garantir que não vai esquecer de nada e também para ficar mais à vontade com as informações e não travar na hora da entrevista. 

Não decore o que for escrito, use apenas para lembrar os pontos chave. Aja sempre como se estivesse conversando, seja nas descrições escritas como nas faladas. 

Agora você já sabe como fazer uma boa descrição “sobre mim”. Continue acompanhando nossas publicações para aprender mais.   

Deixe o seu comentário

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Cadastre-se no Nômade Virtual para receber e-books e novidades gratuitamente

Anúncios